Mesquita Online
Notícias de Mesquita todo dia

Estado realiza ação de limpeza e desassoreamento no Rio Sarapuí

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou pelo Telegram CLIQUE AQUI

Os 12 mil habitantes de Mesquita e Nilópolis já podem dormir um pouco mais tranquilos durante as chuvas. O Governo do Estado está realizando ações de limpeza e desassoreamento no Rio Sarapuí.

Executada pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão da Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas), a iniciativa teve início em novembro de 2019,  e prevê a retirada de sedimentos acumulados no rio. O investimento faz parte de um pacote de obras de R$ 47,7 milhões, do Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano (Fecam).

Desde o início das obras já foram retiradas cerca de 28,8 toneladas de sedimentos ao longo do trecho de 1,5 km que dividem os municípios de Mesquita e Nilópolis.

“Essas obras são necessárias porque contribuem para mitigar os efeitos das inundações”, destacou o diretor de Recuperação Ambiental do Inea, Armando Junior.

Empresário cobrou a limpeza

Em 18 de novembro de 2019, o empresário Leandro Hungria, que mora em Nilópolis e conhece bem as dificuldades daqueles que todos os anos sofrem com as enchentes, levou ao conhecimento do deputado estadual, Rodrigo Amorim (PSL), o estado crítico em que se encontrava o Rio Sarapuí.

Leandro explicou que o deputado Rodrigo Amorim ficou impressionado com as fotos e imediatamente apresentou uma indicação legislativa cobrando do Governo do Estado a dragagem do Rio Sarapuí:

“Rodrigo já trabalhou em Nilópolis e Mesquita e conhece bem a região, mas ele se impressionou com a quantidade de lixo existente no rio e lembrou que eram feitas limpezas constantes e por conta disso pediu urgência ao governo do Estado, já que estava claramente demostrado que fazia tempo que não havia nenhuma intervenção ali”, disse.

A proposta foi apresentada na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro – ALERJ e virou indicação legislativa, sendo encaminhada ao governador Wilson Witzel para que as medidas fossem tomadas.

 

LEANDRO HUNGRIA
O morador Leandro Hungria junto ao rio. Foto: Divulgação

Leandro fez questão de agradecer o trabalho realizado pelo Governo do Estado e aproveitou também para pedir a colaboração da população, no sentido de não jogar lixo dentro do rio:

“Sabemos que a culpa desse lixo todo no rio é de uma parcela da população que ainda não enxerga que o assoreamento é o grande responsável pelas enchentes. O deputado Rodrigo Amorim fez a sua parte, assim como o Governo do Estado e chegou a hora da população também fazer a sua, não jogando lixo e entulhos dentro do Rio Sarapuí”, concluiu.

Vale lembrar que desde dezembro do ano passado, moradores de Nilópolis e Mesquita sofreram muito com as enchentes.

você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais