Mesquita Online
Notícias de Mesquita todo dia

Golpe usa falso depósito em conta para enganar vítimas em Mesquita

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou pelo Telegram CLIQUE AQUI

Clientes de diversos bancos, em Mesquita, voltaram a virar alvo de um golpe bancário que funciona da seguinte forma: o consumidor percebe um depósito inesperado em sua conta corrente e recebe uma ligação de uma pessoa que pede que o valor transferido por engano seja devolvido. No extrato bancário, a quantia aparece na conta, porém, na prática, os criminosos realizam depósitos em caixas eletrônicos com envelopes vazios e pedem o estorno às vítimas enquanto os valores ainda não foram conferidos pelas instituições financeiras. É comum que esse contato aconteça após o fim do expediente bancário, dificultando que o cliente fale com o banco.

“Fizeram um depósito na minha conta de R$ 680, e ligaram dizendo que o valor foi depositado na conta errada, se eu poderia estornar. Olhei na conta e o valor constava lá, porém resolvi falar com meu gerente pra saber como estornar esse valor e ele me respondeu que na aquilo era um golpe. Estão realizando depósitos nas máquinas de caixa eletrônico com envelope vazio e dizem que fizeram errado para estornar o valor para conta do golpista”, contou um cliente que preferiu não se identificar.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) esclarece que os depósitos realizados em caixas eletrônicos são compensados no dia útil seguinte, após conferência dos envelopes. Por isso, para ter certeza da autenticidade da operação, é imprescindível conferir o extrato bancário depois desse prazo.

O mesmo tipo de golpe também pode utilizar transferências entre contas. Neste caso, quem efetua o golpe programa a transação, porém, depois de entrar em contato com a vítima, suspende a operação, já que é possível cancelar agendamentos de DOC, TED e transferências entre contas de um mesmo banco até as 23h59 do dia útil anterior à data programada para a transferência. Segundo a Febraban, se no extrato bancário, a transferência estiver marcada como “saldo a liberar”, o crédito ainda não está na conta do favorecido.

você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais