Mesquita Online
Notícias de Mesquita todo dia

Agentes de trânsito fazem panfletagem no Centro de Mesquita

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Desde setembro de 2019, Mesquita faz parte dos municípios que trabalham para um trânsito mais seguro. Foi no ano passado que a prefeitura aderiu ao Programa Município Laço Amarelo – a primeira do estado. E, com isso, passou a receber, mensalmente, conteúdos de Educação no Trânsito que trabalham a prevenção de acidentes e a conscientização de que a gentileza é capaz de mudar a forma de lidar com a mobilidade urbana. Neste mês, os materiais estão voltados para a importância de se atravessar as ruas nas faixas destinadas aos pedestres. Na manhã desta quinta-feira, (17), agentes de trânsito de Mesquita distribuíram panfletos e conversaram com pedestres, instruindo-os a como se manterem mais seguros e livres do risco de acidentes.

O ano de 2020 foi diferente. Com a pandemia, muitas ações de conscientização acabaram ficando de lado ou, no mínimo, tendo seu espaço reduzido. A campanha do Maio Amarelo, por exemplo, ocorreria na nossa pior fase em relação à covid-19. Assim, foi preciso priorizar a divulgação e informações sobre o coronavírus e como se prevenir. Agora, estamos retomando esse trabalho externo de Educação no Trânsito, mas de maneira segura”, analisa Thiago Palmieri, subsecretário municipal de Transporte e Trânsito de Mesquita.

Nas escolas

Thiago, na verdade, tinha planos diferentes para esse ano. Em março, estava desenvolvendo um projeto voltado para a Educação no Trânsito, mas aplicado nas escolas. A ideia era, a partir dos alunos da rede municipal, conseguir sensibilizar as famílias mesquitenses e, assim, mudar o comportamento das pessoas em relação ao Código de Trânsito Brasileiro.

Tem certos costumes que a gente dificilmente consegue mudar. Mas, quando você direciona esse aprendizado para os jovens, você está reeducando os futuros cidadãos. Dessa forma, eles viram multiplicadores de conhecimento nas suas próprias casas. E, além disso, antes de virarem ciclistas, motoristas e até de andarem sozinhos nas ruas, podem entender o que é preciso fazer para garantir a segurança de todos no trânsito”, avalia Palmieri.

você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais