Mesquita Online
Notícias de Mesquita todo dia

Banho de cachoeira no verão: Inea alerta para riscos em dias de chuva

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

PÁGINA INICIAL > IMPRENSA > NOTÍCIAS

Banho de cachoeira no verão: Inea alerta para riscos em dias de chuva

17 de janeiro de 2021

 

Quem gosta de passear e curtir um banho de cachoeira durante o verão deve ficar atento a alguns sinais que podem colocar banhistas em perigo. Durante essa época, quando são comuns chuvas fortes, o ideal é evitar o mergulho em dias de tempo instável, pois há incidência de raios e a possibilidade de ocorrer deslizamentos de terra, quedas de árvores e, em situações extremas, pessoas serem arrastadas por uma cabeça d’água.

 

– A cabeça d’água é o aumento rápido e repentino do nível de um rio corrente ou cheio, devido à chuva nas cabeceiras ou em trechos mais altos de seu percurso. Em caso de previsão de chuva, nós devemos evitar locais próximos a rios e cachoeiras. Cabeça d’água pode ser definida como uma poderosa enchente, já a tromba d’água está associada a vento forte, em rotação, sobre a água. São situações de extremo risco – explicou André Veiga, biólogo e gerente das unidades de conservação do Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

 

Até março, o Rio de Janeiro passa pelo período de maior incidência de chuvas. Por isso, essa é a época de maior risco de cabeças d’água. Muitas vezes os banhistas são surpreendidos por correntezas repentinas a quilômetros de distância do local de chuva. André Veiga alerta que a melhor ferramenta para não correr risco é a prevenção.

 

– Antes de sair de casa, verifique a previsão do tempo. Se o prognóstico indicar possibilidade de chuva forte com raios e trovões, a dica é adiar o passeio. Além disso, para quem já está na cachoeira, é necessário ficar atento às pedras escorregadias e trechos com rochas soltas. Os banhistas devem evitar mergulhos em cachoeiras elevadas – observou Veiga.  

 

Se o visitante, mesmo assim, for pego desprevenido por um temporal, as orientações são nunca se abrigar sob uma árvore e evitar locais abertos como campos, praias e piscinas. Se estiver dirigindo, permanecer no veículo e nunca ficar próximo a redes de energia elétrica.

 

Em casos de emergência, ligue:

Defesa Civil – 199

Corpo de Bombeiros – 193

 

você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais