Mesquita Online
Notícias de Mesquita todo dia

Governo do Rio lança cartilha para estimular inserção de idosos no mercado de trabalho

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

PÁGINA INICIAL > IMPRENSA > NOTÍCIAS

Governo do Rio lança cartilha para estimular inserção de idosos no mercado de trabalho

3 de maio de 2021

 

Com o objetivo de incentivar a inserção de pessoas com mais de 60 anos no mercado de trabalho, o Governo do Estado do Rio de Janeiro – por meio da Secretaria de Trabalho e Renda (Setrab) – elaborou a cartilha “Geração Prateada”, que acaba de ser lançada. O material é destinado tanto a idosos em busca de emprego como a empresários interessados em abrir vagas a profissionais mais experientes.

Disponível para download e pesquisa no site da secretaria, a cartilha aponta benefícios da contratação de trabalhadores com mais de 60 anos, destaca o comprometimento com a responsabilidade social das empresas que empregam idosos e traz informações sobre direitos, como recolhimento de INSS e FGTS. A publicação também mostra a importância do trabalho na qualidade de vida e no envelhecimento saudável. No fim do documento, ainda é possível consultar lista com telefones e sites úteis e um glossário.

A cartilha faz parte de uma campanha da Secretaria de Trabalho e Renda, também denominada Geração Prateada, e integra o Programa 60+. O objetivo é estimular a criação de políticas voltadas para a contratação de trabalhadores com mais de 60 anos. Idosos desempregados que tenham membros da família com renda per capita até um salário mínimo, aposentados que necessitam complementar a renda, internos e egressos do sistema prisional são o público-alvo prioritário. 

De acordo com o secretário executivo da Setrab, Júlio Saraiva, o momento atual é de planejamento para a retomada das oportunidades no mercado de trabalho e, consequentemente, o aquecimento da economia no estado.

– O Rio de Janeiro avança rapidamente no calendário de vacinação para os idosos, grupos de riscos e essenciais, e que apresentam comorbidades. Esses grupos, após a imunização, vão se somar às forças na produção, trabalho e consumo – aponta Saraiva.

Diretrizes

Para fomentar o mercado de trabalho para idosos, a Coordenadoria de Projetos Especiais da Setrab traçou as seguintes diretrizes:

– Captação de vagas de contratação convencional;– Encaminhamento para o mercado de trabalho;– Feiras e eventos de encaminhamento para vagas de emprego e estímulo ao empreendedorismo; – Palestras e oficinas;– Inclusão do programa em espaços da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda;– Sensibilização do empresário para a importância de criar/reformular produtos e serviços para atender o público-alvo;– Orientação técnica para empresários e novos empreendedores, baseada nas necessidades e anseios do público idoso, com foco no potencial econômico e ativo desta população.

À frente da coordenadoria, Nélio Georgini analisa a importância de abrir oportunidade para trabalhadores com mais de 60 anos:

– A pandemia nos acendeu o alerta sobre a importância de cuidar das pessoas com mais de 60 anos, conseguimos compreender de forma mais clara que nossa população está mais longeva, vivendo muito mais e buscando qualidade de vida e oportunidades. Os idosos continuam no mercado de trabalho por necessidade ou escolha pessoal, voltando às salas de aulas, se reinventando a cada dia. São provedores únicos ou parciais de dezenas de famílias. Por isso, esse debate e o fomento as oportunidades para geração prateada é tão necessária.

A última pesquisa do IBGE apontou que, no Brasil, existem 32,8 milhões de idosos. E, em mais de 17 milhões de famílias, o principal provedor possui mais de 60 anos. Ou seja: 24,89% dos lares, ou quase um quarto do total, têm como responsável pelo sustento um idoso.

Cartilha Geração Prateada

você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais